Blog CIAR

I Encontro de Massoterapia do Instituto Federal do Paraná – 2017

Dia 29 de Junho o Ciar esteve presente no I Encontro de Massoterapia do Instituto Federal do Paraná. Durante o evento o Prof. Dr.h.c. José Leopoldo Vieira apresentou a Psicomotricidade Relacional e seus benefícios, reflexão sobre a importância do cuidado com o bem-estar dos profissionais que atuam nesta área, e na formação dos profissionais.   [pb_builder]

Leia mais…

PHD Empresarial – Grupo da Uni 7

Ontem (27/06/2017) tivemos o prazer de conhecer o grupo de alunos da Uni 7 da Pós-Graduacão em Educação Infantil que puderam conhecer a Psicomotricidade Relacional na prática, contemplando momentos de auto-conhecimento, baixa de tensões e ajuste positivo da agressividade. Agradecemos a parceria.[pb_builder]

Leia mais…

Conceito da Psicomotricidade Relacional

A Psicomotricidade Relacional é uma Metodologia inovadora que permite acessar motivações inconscientes que modulam o comportamento humano. Busca provocar auto conhecimento que possibilita a regulação das emoções e ajustes para uma melhor convivência da pessoa consigo, com os outros e com o meio em que vive. Resulta em comportamentos proativos, autônomos, criativos, responsivos e integrados com objetivos pessoais e com...

Leia mais…

Psicomotricidade Relacional: A teoria de uma prática

A Psicomotricidade Relacional visa desenvolver e aprimorar os conceitos relacionados ao enfoque da Globalidade Humana. Busca superar o dualismo cartesiano corpo/mente, enfatizando a importância da comunicação corporal, não apenas pela compreensão da organicidade de suas manifestações, mas essencialmente, pelas relações psicofísicas e sócioemocionais do sujeito. Preza por uma abordagem preventiva, com uma perspectiva qualitativa e, portanto, com ênfase na saúde,...

Leia mais…

Qual é o seu superpoder?

A vida, em geral, não facilita para ninguém. Mas para o nosso herói da foto, ela complicou um pouco mais. Nas lembranças mais remotas, José Leopoldo Vieira traz a memória de um pai viciado em jogos. Aos seis anos se viu fugindo com o pai, que, mergulhado em dívidas, abandonou a esposa e levou o menino para viver de canto em canto, tendo que trabalhar e conviver...

Leia mais…